Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Os póneis:

 

Os pôneis são cavalos anões?

Não, na verdade é o contrário. "Os outros cavalos é que são supercrescidos", afirma o veterinário Reuel Luiz Gonçalves, membro da Federação Eqüestre Internacional. Para entender melhor essa questão sobre o tamanho dos cavalos, é preciso voltar no tempo. O antepassado comum de todos os eqüídeos, chamado de hyracoterium, tinha o tamanho de uma raposa. A evolução desse ancestral, levando em conta a disponibilidade de alimento, é que deu origem aos mais diferentes tipos de cavalo. Os do tipo sela, ideais para montaria, desenvolveram-se em regiões com predominância de gramíneas e poucos arbustos para se esconder. Com isso, se por um lado tinham à disposição alimento de média qualidade, do outro precisavam ser rápidos e ágeis para escapar de predadores.

Já os cavalos do tipo tração, usados para o trabalho pesado, viviam em regiões de floresta, com predominância de plantas leguminosas, ricas em proteína. Assim, eles tinha alimento de alta qualidade (o que ajudou a desenvolver sua força) e facilidade para se esconder (o que não exigiu um aprimoramento da velocidade). Já os eqüinos que deram origem aos pôneis viviam em regiões de clima inóspito, como o norte da Europa e da Ásia, e tinham uma alimentação muito deficiente, o que barrou o seu crescimento. "Por um processo de seleção natural, só sobreviviam os menores. Esse grupo deu origem a todas as raças de pônei do mundo", diz Reuel. De acordo com a definição mais usual, pôneis são eqüinos que medem menos de 1,47 metro. Mas muitos deles não atingem nem 1 metro, uma diferença e tanto em relação aos cavalos comuns, que, dependendo da raça, podem chegar a até 1,90 metro.              

  

  

 


publicado por cavalospedro às 17:22
link do post | comentar | favorito

Os cavalos garranos, em risco de extinção

Garrano é uma raça de cavalo nativa do Norte de Portugal, utilizada desde há muitos séculos como animal de carga e trabalho. Devido ao seu tamanho é considerado um poney. Habita actualmentre a Serra do Gerez, tendo em tempos habitado o Minho e Trás-os-Montes donde é oriundo. É uma espécie protegido devido ao risco de extinção em que esteve sujeito até há pouco tempo.

O Garrano é uma raça de equídeo que sobrevive nas serranias agrestes do Norte. Já no Paleolítico foram feitas pinturas rupestres, onde representava um cavalo com configuração e estatura muito semelhante ao actual Garrano.

Ainda hoje é possível avistar esta raça em liberdade, no Parque Nacional da Peneda Gerês, onde frequentemente passeiam, em liberdade, ao sabor do melhor pasto ou de uma colina mais abrigada.

Aos cavalos criados em cativeiro, foram essencialmente atribuídas tarefas ligadas à agricultura, embora também sirvam como cavalo de sela, sendo que este não é um papel que o Garrano assuma com muita convicção.

Apesar de pequeno, o Garrano tem a força e a corpulência próprias de um cavalo nórdico, embora não se conheçam quaisquer ligações que não sejam as ancestrais, quando do aparecimento da espécie.

Em liberdade, a manada de Garranos é um harém de fêmeas e um único macho adulto, que defende o seu grupo de qualquer intruso, seja ele outro cavalo ou mesmo um lobo, que enfrenta para proteger as crias.

Contudo, não é muito alta a natalidade e a sobrevivência de crias nesta raça, nas condições descritas. A sua utilização neste momento vai pouco para além do turismo rural e dos passeios campestres.

Em adulto a sua estatura média ronda os 1,25 m e o seu peso os 250 kg. A cor típica dos Garranos é o alazão.

  • A Sefarad - Associação Cultural e o fotógrafo Danilo Pavone estão a desenvolver um projecto de cariz ambiental, direccionado para a temática da preservação da raça Garrana.
    Dar a conhecer esta raça e alertar para os problemas relacionados com a sua sobrevivência são os objectivos desta iniciativa que tem como ponto de partida um levantamento fotográfico intensivo, resultado de um ano de observação directa destes animais.
    Danilo Pavone acompanhou e registou o ritmo sazonal dos cavalos em estado selvagem, procurando ainda captar outras facetas da sua existência, nomeadamente ao nível da relação com o ser humano. "Garrano: uma raça em extinção" é, pois, o título de um trabalho fotográfico que se pretende venha a estar patente ao público em vários espaços de interesse cultural e pedagógico, associado, sempre que possível, a palestras que contribuam para a divulgação desta raça e dêm a conhecer, de forma rigorosa, os problemas com a qual se debatem os que procuram resgatá-la a um destino ameaçado.
    A Sefarad - Associação Cultural agradece ao Dr. José António Matos Vieira Leite a colaboração e interesse com que acolheu este projecto.

 

Os cavalos garranos:

gg

 

publicado por cavalospedro às 17:14
link do post | comentar | favorito

Resumo da aula do dia 20/05/2009

Na aula de T.C.I estive a pesquisar sobre o ''puro sangue lusitano'', imagens e texto.

Não consegui encontrar videos sobre cavalos de "puro sangue lusitano''.


publicado por cavalospedro às 17:08
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

puro sangue lusitano:

           


publicado por cavalospedro às 14:51
link do post | comentar | favorito

Cavalo Puro Sangue Lusitano

Montado há já cerca de 5000 anos, o mais antigo cavalo de sela do Mundo chega ao limiar do século XXI reconquistando o esplendor de há dois mil anos, quando Gregos e Romanos o reconheceram como o melhor cavalo de sela da antiguidade.

Cavalo de "sangue quente" como o Puro Sangue Inglês e o Puro Sangue Árabe, o Puro Sangue Lusitano é o produto de uma selecção de milhares de anos, o que lhe garante uma "empatia" com o cavaleiro superior a qualquer raça moderna.

Seleccionado como cavalo de raça e de combate ao longo dos séculos, é um cavalo versátil, cuja docilidade, agilidade e coragem, lhe permitem hoje competir em quase todas as modalidades do moderno desporto equestre, confrontando-se com os melhores especialistas. No limiar do ano 2000 o Puro Sangue Lusitano, volta a ser procurado como montada de desporto e de lazer, e como reprodutor pelas suas raras qualidades de carácter e antiguidade genética.

A sua raridade resulta de um pequeníssimo efectivo de cerca de 2000 éguas produtoras. Em Portugal, berço da raça, estão apenas em produção cerca de 1000 éguas, no Brasil 600, em França 200, distribuindo-se as restantes pelo México, Inglaterra, Bélgica, Alemanha, Itália, Canadá e Estados Unidos da América.

Hoje o efectivo da Raça Lusitana está em crescimento, sobretudo na Europa e no Brasil, onde há uma extraordinária progressão em quantidade e qualidade. Entre nós, a qualidade geral da produção tem aumentado muito,e tudo leva a crer que se venham a estabelecer novas linhas dentro da Raça, contribuindo para o seu progresso e assegurando a sua vitalidade.

No século XXI, O Puro Sangue Lusitano será sempre o cavalo por excelência para a Arte Equestre e para o Toureio, mas, para além de ser o cavalo que dá maior prazer montar, continuará a surpreender pela sua natural aptidão para os obsctáculos, e para o Ensino e Atrelagem de Competição.

A institucionalização oficial do Stud-Book da Raça Lusitana, foi sem dúvida, um passo decisivo, no progresso da mesma, ao condicionar a admissão de reprodutores aos requisitos mínimos do respectivo padrão, dando origem a um generalizado e criterioso trabalho de selecção, facultando o conhecimento aprofundado das geneologias, permitindo perpetuar e tirar partido das linhas formadas a partir da insistência em determinados reprodutores (emparelhamento em linha).

Aliás para um processo zootécnico eficaz e relativamente rápido há que recorrer à selecção e à consanguinidade, sendo esta de evidente vantagem em aspectos que interessam ao criador, nomeadamente na pureza e uniformidade da raça e na consequente prepotência dos reprodutores obtidos.

 

Cavalo Puro Sangue Lusitano

Cavalo Puro Sangue Lusitano

 


publicado por cavalospedro às 14:46
link do post | comentar | favorito

puro sangue lusitano:

 

 

 

 

Puro Sangue Lusitano é uma raça de cavalos com origem em Portugal. Os seus ancestrais são comuns aos da raça Sorraia e Árabe. Essas duas raças formam os denominados cavalos ibéricos, que evoluíram a partir de cavalos primitivos existentes na Península Ibérica dos quais, se supõe, descenderem directamente o pequeno grupo da raça Sorraia ainda existente. Pensa-se que essa raça primitiva foi cruzada com cavalos Brad oriundos do Norte de África e mais tarde tiveram também influência do Árabe.

O Puro Sangue Lusitano apresenta aptidão natural para alta escola e exercícios de ares altos, uma vez que põe os posteriores debaixo da massa com grande facilidade. Assim, o Lusitano revela-se não só no toureio e equitação clássica, mas também nas disciplinas equestres federadas como dressage, obstáculos, atrelagem e, em especial, equitação de trabalho.


publicado por cavalospedro às 14:31
link do post | comentar | favorito

Resumo da aula de T.C.I do dia 15/05/2009

Na aula de T.C.I estive a fazer novos post sobre a evolução dos cavalos, as raças existentes, as suas palagens, as caracteristicas de algumas raças.

Estive também a pesquisar sobre os recordes a média de número de cavalos existentes, videos e galerias de imagens.


publicado por cavalospedro às 14:21
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 15 de Maio de 2009

Cavalos

 

 


publicado por cavalospedro às 18:01
link do post | comentar | favorito

Galeria


publicado por cavalospedro às 17:57
link do post | comentar | favorito

Média de número de cavalo por países

 

(Dados de 1994)

  • China 10.174.000
  • Brasil 6.200.000
  • México 6.175.000
  • URSS antiga 5.900.000
  • EUA 5.650.000
  • Argentina 3.400.000
  • Etiópia 2.700.000
  • Mongólia 2.255.000
  • Colômbia 1.980.000
  • Índia 965.000
  • Polônia 939.000
  • Indonésia 750.000
  • Romênia 670.000
  • Peru 660.000
  • Cuba 629.000
  • Chile 520.000
  • Turquia 513.000
  • Equador 512.000
  • Venezuela 495.000
  • Uruguai 470.000
  • Paquistão 461.000
  • Haiti 435.000
  • Canadá 415.000
  • Alemanha 406.000
  • França 322.000
  • Austrália 310.000
  • Espanha 241.000
  • África do Sul 230.000
  • Marrocos 190.000
  • Nova Zelândia 100.000
  • Hungria 79.000
  • Islândia 69.000
  • Holanda 65.000
  • Suécia 58.000
  • Irlanda 53.000
  • Áustria 49.000
  • Suíça 49.000
  • Finlândia 45.000
  • República Tcheca 39.000
  • Dinamarca 38.000
  • Portugal 26.000
  • Japão 24.000
  • Bélgica 20.000
  • Noruega 19.000
  • Egito 10.000
  • Israel 4.000

Total mundial 61.620.000


publicado por cavalospedro às 17:53
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. resumo da aula de t.c.i d...

. cavalos P.S.L e P.S.A

. Cavalo P.S.L

. P.S.A

. cavalos p.s.a ( puro sang...

. Resumo da aula de T.C.I d...

. Isabeis

. cavalos

. cavalos nas cercas.

. Constituíção dos cavalos.

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

SAPO Blogs

.subscrever feeds