Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Toureio a cavalo

 

Diego Ventura - Foto de Alain Damie

Toureio a cavalo / Rejoneio (2007)

Cavaleiros que mais tourearam em Portugal e nº. de corridas nesta época:

Luís Rouxinol

54

João Moura

49

Vitor Ribeiro

45

Ana Batista

44

João Salgueiro

43

Joaquim Bastinhas

43

Rejoneadores que mais tourearam em Espanha e nº. de corridas nesta época:

Diego Ventura

65

Hermoso de Mendoza

65

Fermín Bohórquez

60

Álvaro Montez

54

Andy Cartagena

48

Leonardo Hernandez

46

A pátria do toureio a cavalo tem sido Portugal. Mas cada vez mais o “rejoneio” se assemelha ao toureio a cavalo à portuguesa e ganha, dia a dia, mais aficionados em Espanha.

Depois de Pablo Hermoso de Mendoza encantar as arenas de Espanha, um novo rejoneador marca o 1º. lugar na estatística: Diego Ventura.

Diego Ventura, português de nascimento mas que sempre viveu em Espanha  e de lá recebeu toda a influência, com êxitos totais nesta temporada em Sevilha, Madrid, Barcelona, Nîmes, Zaragoza, Castellón, Santander, Huelva, Palencia, Linares, Huesca, La Coruña, Marbella, Burgos e Plasencia.

Diego Ventura, um caso sério nas lides a cavalo!

 

 

publicado por cavalospedro às 14:19
link do post | comentar | favorito

Como ferrar o seu cavalo?

1 - Conheça o ângulo da paleta do seu cavalo antes de aparar o casco. Apare os cascos anteriores (mãos) e tente colocá-los com o mesmo ângulo da paleta. Confira o ângulo dos cascos com um gabarito angulador de casco. Os ossos digitais devem ser alinhados, de forma que colocando uma linha reta do meio do boleto e meio da quartela (falanges) ela deve passar pela muralha lateral do casco, alinhada com as suas cânulas naturais (linhas verticais do casco). No casco achinelado as linhas do casco não coincidem com este alinhamento da quartela, porque o casco tem ângulo menor do que a paleta e a linha(eixo digital) é flexionada para baixo (lado do chão).

2 - Limpe a sola, abra os 3 canais da ranilha de forma a deixar passar o dedo mínimo, para entrar ar na sola , obtenha a concavidade da sola e não corte jamais as barras, pois elas são a continuidade da muralha de sustentação e garantem 30% da sustentação do cavalo.

3 - Assegure que os cascos estão balanceados no sentido médio-lateral (largura) e ântero-posterior ou comprimento. As metades dos cascos devem ser iguais, assim como os comprimentos desde a pinça até cada um dos talões. Depois confira para que os cascos dianteiros sejam iguais entre si. Quando aparar os cascos traseiros, siga as mesmas instruções. Assim, quando o cavalo coloca o casco no chão ambos os talões apoiam no chão ao mesmo tempo e o casco rola a pinça no meio, o desgaste da ferradura ocorre exatamente na frente e o vôo (breakover) é elegante e para frente (avante).

4 - Escolha a ferradura de acordo com as necessidades do cavalo e ajuste-a ao casco bem aparado. A ferradura deve proteger toda a muralha de sustentação, apoiando-se até o final do talão, sem obstruir os canais da ranilha e possibilitando expansão da muralha nos quartos e talões. Nos posteriores, a ferradura pode ter ligeiro sobrepasse de talões, nos animais de talões fracos ou escorridos, de forma a dar maior base de sustentação para o cavalo. A mesa da ferradura é escolhida de acordo com a atividade do cavalo. Mesa estreita (filete) para corrida, mesa média ( 17mm) para trabalho, treinamento e lazer e mesas mais largas para esbarro( 25mm) ou tração. O material da ferradura (aço, alumínio puro, liga de alumínio, poliuretano com alma de alumínio e outros metais especiais), bem como os demais acessórios (guarda casco, agarradeiras, palmilhas, talonetes e até rampão) devem ser escolhidos de acordo com a atividade, de preferência com conhecimento, para não prejudicar a performance do animal.

5 - Fixe a ferradura com o cravo adequado, escolhido de acordo com a espessura da ferradura e com o canal ou craveira, de forma que a cabeça do cravo fique totalmente embutida na concavidade do buraco ou canal da ferradura. Os dois últimos cravos a serem pregados não devem ultrapassar a "linha do juízo do ferrador", ou seja, a linha imaginária que une o final dos médios do casco, antes dos talões. Complicado? Não. Imagine o meio da ranilha, com o casco levantado, e trace uma linha para os dois lados. Ela passará sobre a muralha de sustentação (onde a ferradura apoia) exatamente no lugar dos últimos cravos, em cada lado da ferradura. Esta é a "linha do juízo do ferrador".

6 - Depois de bater os dois primeiros cravos (ombros) e os dois últimos (talões) da ferradura, bata o guarda casco (se houver). Apoie o casco com a ferradura no chão e observe se a linha imaginária que passa pelo meio do boleto, da quartela e do casco (eixo ântero-posterior do digital) está reta. Se estiver tudo bem, pregue os demais cravos, lembrando que uma boa ferradura terá, no mínimo, 5 furos de cada lado e furos nos talões para colocar agarradeira ou cravar talonetes , calços para corrigir aprumos ou palmilhas. Ferradura barata com três ou quatro furos de cada lado nem sempre atende às necessidades do seu cavalo. Os cravos devem sair a uma altura aproximada de 3 vezes a espessura da ferradura.

7 - Por último, mas não menos importante, depois de acabar de fazer o serviço, não esqueça de repor o verniz dos cascos com o CASCOTÔNICO, para devolver também a flexibilidade, incentivar o crescimento e proteger a sola, paredes e ranilha, contra as brocas, frieiras e podridão.

Estas são as principais dicas para você fazer ou gerenciar o ferrageamento dos seus cavalos.
Se os termos usados são familiares a você e ao seu ferrador, parabéns, você está dominando o assunto. Mas, se houver dúvida, venha fazer um curso no Centran Toledo, para aumentar a performance dos seus animais, com o mínimo de afecções. Lembre-se: o ferrador que não é competente ferra o dono e o cavalo...

 


publicado por cavalospedro às 14:09
link do post | comentar | favorito

Charretes

       

 


publicado por cavalospedro às 14:05
link do post | comentar | favorito

Transportes para cavalos

   

 


publicado por cavalospedro às 14:00
link do post | comentar | favorito

Baias

    


publicado por cavalospedro às 13:56
link do post | comentar | favorito

Baias

*Baias para eqüinos, modelo semi-fechadas, confeccionadas em placas de maderit fenólicos reforçadas com perfis de chapa de aço especial e grade de ferro redondo, na frente e ao fundo. São desmontáveis, interligadas, intercambiáveis. Pintadas na cor grafite cinza. Telhado em telhas galvanizadas trapezoídais.


publicado por cavalospedro às 13:48
link do post | comentar | favorito

resumo da aula de T.C.I DO DIA 22/05/2009

Na aula de T.C.I estive a sobre os cavalos garranos, texto e imagens.

Também estive a públicar sobre póneis. Tentei encontrar videos no Youtube.com, mas não encontrei.

Fiz uma pesquisa de boxes para cavalos e publiquei no blog.  


publicado por cavalospedro às 13:39
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

Boxes para cavalos:

 

 

 


publicado por cavalospedro às 18:02
link do post | comentar | favorito

...

 

 

 

 

O Mini-Pônei, ao contrário do que se pensa não é um animal anão, pois na realidade tratase de uma seleção natural, que surgiu em lugares em que a alimentação era escassa, permitindo que os animais mais resistentes sobrevivessem.

O Mini Pônei além de compor um ambiente agradável é um equino destinado à iniciação de crianças na equitação podendo ser usado também em tração leve.

É um eqüino eumétrico, ágil, de bom temperamento para o serviço, dócil, com proporções equilibradas entre a altura da cernelha e o comprimento do corpo. Frente altiva e leve, bem aprumado e com angulações de membros que favoreçam uma boa liberdade de movimentos ao passo, ao trote e ao galope.

 

Mini-pôneis (ou Mini-horses) são pôneis com altura na cernelha menor que 100 cm
Altura ideal para raça: 90 cm.
Temperamento: Ativo e dócil.
Pelagem: Todas as pelagens e suas variedades.
(Dados acima constam do padrão da raça).

Mini Pônei  Mini Pônei


publicado por cavalospedro às 17:56
link do post | comentar | favorito

póneis

         

 

 

 


publicado por cavalospedro às 17:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. resumo da aula de t.c.i d...

. cavalos P.S.L e P.S.A

. Cavalo P.S.L

. P.S.A

. cavalos p.s.a ( puro sang...

. Resumo da aula de T.C.I d...

. Isabeis

. cavalos

. cavalos nas cercas.

. Constituíção dos cavalos.

.arquivos

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

SAPO Blogs

.subscrever feeds